⚡️ BEST SELLERS POR R$99 ⚡️

CONHEÇA OS INGREDIENTES PROIBIDOS NA
NOSSA FORMULAÇÃO DE PRODUTOS DE SKINCARE:


LIBERADORES DE FORMALDEÍDO

O que é e qual a sua função? 

São insumos que liberam lenta e continuamente pequenas quantidades de formaldeído e possuem a função de conservantes na formulação. Essa classe de ingredientes podem ser encontrados em esmaltes, géis de cabelo, shampoos infantis, sabonetes (em barra e líquido), maquiagens.

Por que não utilizar?

O IARC (Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer – International Agency for Reaseach on Cancer) classificou o formaldeído como um produto carcinogênico. Além dos agravantes do formaldeído, alguns liberadores deste ingrediente podem causar reações alérgicas na pele e nos olhos.

Como identificar na rotulagem?

DMDM (dimethyl-dimethyl) Hydantoin, Imidazolidinyl Urea, Diazolidinyl Urea e Quaternium-15, Polyoxymethylene Urea, Sodium Hydroxymethylglycinate, 2-Bromo-2-Nitropropane-1,3-Diol (Bromopol) e Glyoxal.

 

HIDROQUINONA

O que é e qual a sua função?

Esta matéria-prima inibe a síntese de melanina e é normalmente utilizada em formulações para o clareamento da pele.

Por que não utilizar?

A Hidroquinona causa irritação e pode promover a descoloração da pele. Uma das preocupações sobre a hidroquinona é o seu potencial risco de produção de derivado benzeno após a metabolização hepática. Esses derivados causam toxicidade à medula óssea e possuem efeito anti apoptótico. Quando aplicada na pele, porém, a hidroquinona se desvia da rota hepática, e sua principal via de excreção é a renal, através de moléculas hidrossolúveis. Outra preocupação é sobre o risco de desenvolvimento de adenoma renal por causa dos metabólitos potencialmente tóxicos.  

Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos, aparecem como Hydroquinone Hydroxyphenyl-beta-D-glucopyranoside.

 

METILCLOROISOTIAZOLINONA E METILISOTIAZOLINONA

O que é e qual a sua função?

Tratam-se de conservantes utilizados em produtos como géis, sabões, shampoos, condicionadores, filtros solares, desodorantes, cremes hidratantes e demaquilantes.

Por que não utilizar?

Eles podem causar dermatites, alergias e irritações na pele e ainda serem tóxicos ao sistema nervoso.

Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos, aparecem como Methylchloroisothiazolinone e Methylisothiazolinone.

 

PARABENOS

O que é e qual a sua função?

Por possuírem baixo custo e fácil acesso, os Parabenos são conservantes comumente utilizados em alimentos, medicamentos, cosméticos e produtos de higiene pessoal.

Por que não utilizar?

Embora a ANVISA permita o seu uso, a maioria dos parabenos têm sido associados a distúrbios hormonais, distúrbios endócrinos e hipersensibilidade, além de causarem risco ecológico potencial para os ambientes aquáticos. Os parabenos incluem o metilparabeno, etilparabeno, propilparabeno, butilparabeno, isopropilparabeno, isobutilparabeno e benzilparabeno.

Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos, aparecem como Butylparaben, Calcium Paraben, Ethylparaben, Hexamidine Diparaben, Hexamidine Paraben, Isobutylparaben, Isodecylparaben, Isopropylparaben, Methylparaben, Phenoxyethylparaben, Phenylparaben, Potassium Butylparaben, Potassium Ethylparaben, Potassium Methylparaben, Potassium Paraben, Potassium Propylparaben, Propylparaben, Sodium Butylparaben, Sodium Ethylparaben, Sodium Isobutylparaben, Sodium Isopropylparaben, Sodium Methylparaben, Sodium Paraben, Sodium Propylparaben, Undecylenoyl PEG-5 Paraben.

 

COMPOSTOS PERFLUORADOS (PFASs ou PFCs)

O que é e qual a sua função?

Existem 3.000 compostos altamente fluorados usados ​​em diferentes tipos de produtos devido a capacidade de remoção de manchas e em produtos à prova d’água.

Por que não utilizar?

Os compostos desta categoria são considerados poluentes orgânicos persistentes (POPs), o que significa que permanecem no meio ambiente por longos períodos de tempo e chegam ao meio ambiente através descarte inadequado de produtos ou através do descarte feito por indústrias durante sua produção. A contaminação por PFCs em humanos causa uma variedade de problemas à saúde. Um deles é a ligação entre a presença de PFOA e PFOS em humanos e a diminuição do tamanho e peso de bebês recém-nascidos. Estudos também descrevem o PFOA como uma substância que causa intoxicação do fígado e do sistema imunológico, além de desregulação hormonal, principalmente da tireóide. Além disso, pesquisadores afirmam que o composto favorece o desenvolvimento de câncer de fígado, de testículos e pancreático. Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos, evite produtos com “perfluor” ou “polyfluor” como parte do ingrediente.

 

PETROLATOS, PARAFINAS E TOLUENO

O que é e qual a sua função?

O Petrolato é um dos derivados do petróleo, formado através da remoção da Parafina de óleos pesados e são comercializadas através das nomenclaturas de vaselina, óleo mineral ou parafina líquida. Estas substâncias são formadoras de filme e criam uma barreira que evita a evaporação da umidade natural da pele e também contra microorganismos que possam causar infecções. O tolueno é um solvente orgânico derivado do petróleo, geralmente encontrado em esmaltes de unha. Esta substância é altamente tóxica para o sistema imunológico, pode causar defeitos de nascença, distúrbios neurológicos e comprometimento da audição.

Por que não utilizar?

As preocupações com esses ingredientes envolvem principalmente o risco dos impactos para o meio ambiente com consequências negativas para os ecossistemas e atividades humanas. Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos aparecem como Mineral Oil, C10-11 Isoparaffin, C13-14 Isoparaffin, C13-16 Isoparaffin, C15-35 Isoparaffin/Isoalkylcycloalkanes, C18-50 Isoparaffin, C18-70 Isoparaffin, C20-40 Isoparaffin, Chlorinated Paraffin, Paraffin, Paraffinum Liquidum, Petrolatum, Red Petrolatum, Beta-Methyl-Cyclododecaneethanol, Diisocetyl Dodecanedioate, Dioctyldodecyl Dodecanedioate, Dodecane, Dodecanedioic Acid, Dodecanedioic Acid/Cetearyl Alcohol/Glycol Copolymer, Dodecanenitrile, Epoxycyclododecane, Ethylene Dodecanedioate, Isododecane Methoxycyclododecane, Tetramethyl-5-Oxatricyclododecane, C7-8 Isoparaffin, C8-9 Isoparaffin, C9-13 Isoparaffin, C9-14 Isoparaffin, C9-16 Isoparaffin, C10-13 Isoparaffin, C9-11 Isoparaffin, C11-13 Isoparaffin, C11-14 Isoparaffin, C9-12 Isoparaffin, C10-12 Isoparaffin, C11-12 Isoparaffin, C12-14 Isoparaffin, C12-20 Isoparaffin.

 

FTALATOS

O que é e qual a sua função? 

Os Ftalatos são um grupo de compostos químicos ésteres formados pela reação entre o ácido ftálico e um álcool (metanol, butanol, etanol...) com função plastificante. São usados em cosméticos e produtos de higiene pessoal, sendo os responsáveis pelo brilho e pela fixação de maquiagens, fragrâncias, utilizados também em aerossóis e produtos de limpeza, além de auxiliarem na estabilização de composições cosméticas.

Por que não utilizar?

Estudos demonstram que ftalatos geram surgimento de câncer de mama, desregulação hormonal e diminuição da fertilidade masculina (redução do número de espermatozoides). Os ftalatos estão classificados pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC) como possivelmente carcinogênicos para humanos (grupo 2B). Além disso, provocam a redução da fertilidade, aborto, defeitos congênitos, câncer de fígado e rins. São também tóxicos para muitas espécies, incluindo algas, protozoários, moluscos, crustáceos, peixes, o que interfere drasticamente no ecossistema.

Os ésteres ftálicos tendem a se acumular no solo, o que causa a sua permanência no meio ambiente e consequentemente a sua contaminação. Diante desse contexto, a contaminação das águas e do solo produzida pelo descarte inadequado de materiais plásticos, contendo plastificantes do tipo ftalato, tem gerado um grande impacto ambiental e consequentemente uma grande preocupação para a humanidade. Na União Europeia, o uso intencional de ftalatos em cosméticos é proibido e são aceitos apenas traços: quando a substância acaba migrando para o produto, em baixíssima concentração.

No Brasil, embora existam vários ftalatos na lista de substâncias proibidas em cosméticos da Anvisa, nem todos são vetados. O ftalato de dibutila, por exemplo, é autorizado em esmaltes em concentração de até 15% (e proibido em produtos voltados para crianças). A Simple não utiliza qualquer tipo de ftalato em suas formulações.

 

Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos aparecem como di-2-ethylhexyl phthalate (DEHP), dibutylphthalate (DBP), dimethylphthalate (DMP), diethylphthalate (DEP), butylbenzylphtalate (BBP). Sempre ficar de olho nas terminações PHTHALATE.

 

TRICLOSAN E TRICLOCARBAN

O que é e qual a sua função? 

Devido a sua ação antimicrobiana, o triclosan (TCS) e o triclocarban (TCC) são cada vez mais utilizados em produtos de higiene pessoal como sabonetes bactericidas, desodorantes, enxaguatórios bucais, cremes dentais, como conservante em produtos cosméticos como shampoos e cremes hidratantes para pele e cabelos.

Por que não utilizar?

Estas substâncias são altamente contaminantes e, após o uso, seu destino final são os efluentes domésticos e o meio ambiente, caso não sejam coletados e tratados. A presença destes poluentes emergentes apresentam efeitos adversos ao meio ambiente e estão associadas a perturbações hormonais em humanos.

Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos aparecem como triclosan e triclocarban.

 

PEGs

O que é e qual a sua função? 

Polietilenoglicol, ou PEG, são ingredientes sintetizados etoxilados, que são frequentemente utilizados em produtos cosméticos devido às suas propriedades solubilizantes, umectantes, emolientes e emulsificantes, sendo normalmente aplicados com funções detergentes, agentes de limpeza e condicionadores da pele. 

Por que não utilizar?

PEGs podem causar irritações e sensibilizações em peles predispostas e facilitar a penetração de outros ingredientes da composição. Porém a maior preocupação em utilizar este insumo deve-se ao resquício de impurezas no processo de obtenção, como o 1,4-dioxano, óxido de etileno e o óxido de propileno, que são substâncias bem conhecidas pelas suas propriedades carcinogênicas e/ou alta volatilidade. Como tratam-se de impurezas, estes elementos não são listados como ingredientes e por isso a sua presença num produto cosmético não é realmente conhecida ou declarada.

Como alternativa, a Simple utiliza glicóis de origem 100 % natural a, que são a opção mais segura.

Como identificar na rotulagem?

Existem mais de 1000 PEGs listados no banco de dados da Nomenclatura Internacional de Ingredientes de Cosméticos. Geralmente os PEGs vêm acompanhados de números em sua nomenclatura: PEG-7, PEG-8, PEG-20, PEG-100. Esses números indicam o peso molecular aproximado do composto e, quanto menor for esse peso molecular, mais facilmente ele poderá penetrar na superfície da pele.

 

BHT

O que é e qual a sua função?

BHT (Butil-hidroxitolueno) é um antioxidante e conservante sintético usado na indústria cosmética na produção de maquiagens, skincare e produtos de higiene pessoal. Possui como função principal atuar como antioxidante de formulação, ou seja, impede a oxidação e inibe radicais livres.

Por que não utilizar?

Apesar de não ser classificado como carcinogênico, esse ingrediente é um potencial alergênico quando entra em contato com a pele, além de causar irritação ocular, alteração do sistema imunológico e, em doses elevadas, é considerado um disruptor endócrino. Além dos malefícios para saúde, o BHT também é tóxico e considerado de alto risco para ambientes aquáticos.

Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos, o BHT pode estar descrito de diferentes formas: BHT, butylated hydroxytoluene, butylhydroxytoluenum.

 

EDTA

O que é e qual a sua função?

O EDTA, sigla para ethylenediaminetetraacetic acid, é um ingrediente utilizado em formulações cosméticas, medicamentos e alimentos e possui a função de agente quelante. Ou seja: “sequestra” íons metálicos (como cálcio, magnésio, cobre, ferro e manganês), forma complexos e evita que esses íons estejam livres na formulação, o que reduz a reatividade dos com os demais componentes. A utilização do EDTA previne reações indesejadas como alterações no aroma, mudança de coloração dos produtos, degradação e oxidação dos componentes e ativos da formulação.

Por que não utilizar?

Apesar de ser considerado seguro, uma vez que é usado em concentração baixíssima (de 0,01% a 0,1%), e não oferecer absorção através da pele, o EDTA pode sim impactar diretamente na toxicidade da formulação. Essa substância pode ser capaz de aumentar a penetração de outros compostos pela epiderme. Por esse motivo o EDTA é considerado um ingrediente nocivo.

Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos é encontrado como EDTA, Tetrasodium EDTA, Disodium EDTA, Edetic acid.

 

SULFATOS

O que é e qual a sua função?

Os sulfatos são surfactantes - agentes de limpeza que formam a espuma nos produtos de higiene - e possuem propriedades detergentes, molhantes, emulsificantes, formadoras de espumas e solubilizantes. São os responsáveis na formulação por interagir com sujidades para a sua remoção com água. Os sulfatos podem ser encontrados em produtos de limpeza e em diversos cosméticos, como sabonetes líquidos, produtos para limpeza facial, removedores de maquiagem, xampus e em pastas de dente.

Por que não utilizar?

Os sulfatos são capazes de modificar o funcionamento de proteínas, passar pelas membranas e provocar efeitos tóxicos. Diversos estudos comprovam que os tensoativos com grupos sulfatos são irritantes para a pele, para os olhos e para as mucosas e desencadeiam reações de hipersensibilidade. Apesar de serem muito utilizados, a ação de limpeza do sulfato é tão grande que remove a hidratação natural e essencial da pele, processo denominado deslipidização.

Essa classe de ingredientes não é biodegradável. Quando descartados no meio ambiente, acumulam-se e são tóxicos para animais aquáticos, o que dificulta o seu desenvolvimento e proliferação.

Como identificar na rotulagem?

Nos rótulos é comum encontrar o Lauril Sulfato de Sódio (Sodium Lauryl Sulfate) e o Lauril Éter Sulfato de Sódio (Sodium laureth sulfate). Aparecem também como Ammonium Laureth Sulfate, Ammonium Lauryl Sulfate, Sodium Trideceth Sulfate, Sodium Myreth Sulfate, Sodium Coco/Cocoyl Sulfate, C14-16 Olefin Sulfonate, TEA Lauryl Sulfate, Sodium Cocoyl Glycinate, Sodium Alkylbenzene Sulfonate, Ammonium Xylene Sulfonate, Methyl Cocoyl / Lauril Taurate, Sodium Xylene Sulfonate, Dioctyl Sodium Sulfoccinate, Sodium Cocyl Isethionate, Sodium Lauryl Sulfoacetate, Sodium Lauryl Glucose Carboxylate, Sodium Socoyl / Lauryl / Lauroyl Sarcosinate, Ehtyl PEG-15 Cocamine Sulfate.

 

TOCOPHERYL ACETATE

O que é e qual a sua função?

O Acetato de Tocoferol é um acetato de Vitamina E e está presente nas formulações com as funções de antioxidante e protetora da pele.

Por que não utilizar?

Além de ser uma substância sintética e que existe em sua forma natural para comercialização, há estudos que apontam o Acetato de Tocoferol como potencial tóxico e alergênico para a pele humana. Outro motivo é o fato de o ingrediente não ser biodegradável. Quando descartado no meio ambiente, acumula-se e são tóxicos ao solo.

Como identificar na rotulagem?

Aparece nos rótulos como Tocopheryl Acetate.

 

INGREDIENTES QUE SÃO NATURAIS, PORÉM NÃO UTILIZADOS PELA SIMPLE:

Cera de abelha (e outros produtos apícolas)

O que é e qual a sua função? 

A cera de abelha é um formador de filme natural que confere um sensorial agradável, além de proporcionar brilho e revestimento às formulações.

Por que não utilizar?

Nós da Simple Organic jamais permitimos a utilização deste tipo de cera devido a crueldade com o animal. Além disso, as populações de abelhas estão sob ameaça de extinção, o que pode ocasionar graves desequilíbrios ambientais. O problema foi detectado também no Brasil, particularmente em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul.

A postura de não utilização de ingredientes apícolas ajuda a aumentar as chances no crescimento da população e da saúde das abelhas, além de reduzir os impactos negativos da indústria.

Como identificar na rotulagem?

Aparecem na rotulagem como Beeswax ou Cera Alba.

 

Carmim

O que é e qual a sua função? 

Carmim é um pigmento extraído do sangue de um inseto chamado cochonilha (Dactylopius coccus costa), particularmente das fêmeas, extraídos em plantações de cactus. As cochonilhas fêmeas são escovadas, secas ao sol e distribuídas para serem vendidas aos produtores de Carmim. O Carmim é responsável por oferecer coloração vermelha intensa a cosméticos, medicamentos e alimentos.

Por que não utilizar?

Apesar de ser uma matéria-prima natural e estável, a Simple Organic não permite a utilização deste tipo de ingrediente devido à crueldade com o animal.

Como identificar na rotulagem?

Aparecem na rotulagem como CI 75470 ou CI Natural Red #4.

 

Lanolina e Queratina

O que é e qual a sua função? 

A lanolina é um óleo proveniente das glândulas oleosas da ovelha, extraído da lã do animal. A queratina também é derivada de lã, entre outras fontes animais. A Lanolina é utilizada como um agente de hidratação, por exemplo, em produtos para a pele, cabelos e unhas. Já a queratina, conhecida mundialmente, possui a função de proteger e dar resistência a algumas estruturas do nosso corpo, principalmente ao cabelo.

Por que não utilizar?

As ovelhas não precisam ser sacrificadas ou feridas para obter lanolina ou queratina, mas os criadores costumam usar inseticidas em animais para prevenir carrapatos e piolhos e esses produtos são conhecidos por serem tóxicos, principalmente aos animais. Além disso, há relatos de os animais sofrerem em demasia com o calor no verão, devido ao excesso de lã, e até morrerem de frio no inverno, após a extração da lã. Apesar de ser uma matéria-prima natural e estável, a Simple Organic não permite a utilização deste tipo de ingrediente devido à crueldade com o animal.

Como identificar na rotulagem?

Aparecem na rotulagem como Lanolin, Keratin e Hydrolyzed Keratin.

NOSSOS SELOS

Junte-se a nós por uma beleza limpa e sustentável

Inscreva-se para receber a nossa newsletter

Thank you!

Pesquise no nosso site

Carrinho

Seu carrinho está vazio no momento.