Sustentabilidade

Nascemos para ser uma marca de impacto positivo. O olhar está sempre voltado para o futuro e a nossa responsabilidade com as próximas gerações está entre as nossas prioridades. Temos certeza de que podemos fazer muito pelo meio ambiente, pelos animais e pela cadeia de pessoas envolvidas na produção dos nossos produtos. Como uma marca natural, orgânica, vegana, cruelty free e sem gênero acreditamos no ativismo como ferramenta de transformação da sociedade. 

Acreditamos ainda na produção de matéria-prima orgânica que respeita o solo, o tempo da natureza e, principalmente, a saúde de quem consome.
  Levar ingredientes produzidos a partir da agricultura orgânica é revolucionário quando falamos da indústria da beleza, que sempre trabalhou com ingredientes que não acreditamos ser o ideal para ficar em contato com o nosso corpo. Quando o assunto é respeito aos animais, somos certificados pelo PETA como marca 100% vegana e cruelty free, um produto que não carrega absolutamente nada de sofrimento animal. 
 
Em 2019, conquistamos a Certificação Lixo Zero, reconhecida internacionalmente pelo ZWIA-Zero Waste International Alliance, que  atesta ações de Gestão de Resíduos sob a perspectiva do Conceito Lixo Zero. Fomos a primeira marca (e única até o momento) a conquistar o certificado. Somos também a primeira marca de beleza a não utilizar caixas como embalagens secundárias (para reduzir o volume de lixo), substituímos por embalagens sustentáveis de tecido. Além disso, temos o selo Eu Reciclo, que compensa 100% da embalagem primária comercializada, neutralizando o impacto ambiental. Leia mais sobre embalagens AQUI

Socialmente, geramos impacto positivo através de diferentes iniciativas, desde apoio a comunidade extrativista até doação de produtos para profissionais da área de saúde.  Uma das ações acontece em parceria com o Instituto Beraca, que está ligado a Beraca, uma empresa (e uma das nossas fornecedoras) de ingredientes naturais e orgânicos, compostos de ativos extraídos da Amazônia e de outros biomas brasileiros. O Instituto constrói seus projetos sociais a partir das necessidades de cada organização, estabelecendo estratégias voltadas para resultados sustentáveis de impacto e transformação social. Nossa ação em conjunto está acontecendo em uma comunidade muito importante para nós – a comunidade Anajás - que fica localizada na Ilha do Marajó.

É nesta região que é extraída parte da matéria prima que utilizamos, de forma orgânica e artesanal. Nossa missão, junto com o Instituto Beraca, é realizar a transformação social em conjunto com essas comunidades vulneráveis e, através do acesso a mercados diferenciados, ativar economias locais sustentáveis que garantam a preservação e restauração do meio ambiente. Também olhamos para a continuidade da diversidade cultural, o resgate da dignidade humana impactada pela falta de recursos, através de investimento em educação e infra-estrutura para a cooperativa que emprega a comunidade local.  Um estudo realizado pelo Instituto, mostra que a comunidade possui um alto capital social, agricultores familiares e um importante sistema agroflorestal.

Os produtores extrativistas estão organizados em cooperativa (em fase final de formalização) e contam com a ajuda do Instituto para aulas de gestão. Assim, poderão fomentar e desenvolver a comunidade, de forma sustentável, com seu próprio trabalho. O nosso papel junto à comunidade está baseado em duas ações iniciais, que estão sendo implementadas a partir das nossas doações financeiras: 

1. Construção do sistema biológico de tratamento de esgoto para a comunidade. Desta forma, levaremos mais qualidade de vida para a região.

2. Digitalização para a cooperativa, assim eles poderão trabalhar com uma estrutura melhor para comercializar os seus produtos.

Outra ação de impacto positivo e sustentável, é o apoio ao MMNEPA: Movimento de Mulheres do Nordeste Paraense Combate à violência contra a mulher da Amazônia. Liderado por Rita Teixeira, o MMNEPA atua no nordeste paraense com objetivo de fortalecer a participação das mulheres na vida social e política da região, principalmente nas lutas por melhores condições de vida e trabalho da população rural do Pará, incluindo comunidades quilombolas.

A organização tem um trabalho importante e reconhecido no combate à violência contra a mulher. Com o apoio, o MNEPA terá mais recursos para intensificar seu trabalho contra a violência doméstica, cujos índices aumentaram sensivelmente durante a pandemia. E também no fortalecimento dos trabalhos de capacitação e geração de renda, que trazem autonomia financeira e liberdade para as mulheres do nordeste paraense.      

Sustentabilidade é um assunto complexo, amplo, e que precisa de muito amor, envolvimento e comprometimento para trilhar por esse caminho. Sabemos que ainda temos muito a aprender e executar nos próximos anos, mas tudo que realizamos em nos últimos três nos orgulha demais. Todas as realização são resultado da nossa comunidade que, ao acreditar na beleza natural, financia todas essas ações que promovem o bem.

Pesquise no nosso site

Carrinho

Seu carrinho está vazio no momento.