⚡️ FRETE GRÁTIS nas compras a partir de R$199 | Frete Fixo R$9,90 para todo o Brasil⚡️

Explicando: Barreira Cutânea da Pele

Explicando: Barreira Cutânea da Pele

Você sabia que existe uma camada de proteção na nossa pele? Essa camada, se chama barreira cutânea, e ela é responsável por impedir a desidratação e pela proteção contra agressões externas e irritações. Ela é composta pelas células da camada córnea, a camada mais exposta da pele, e pelas substâncias que a compõem, como ceramidas, ácidos graxos, colesterol e gordura. 

Para entender melhor, você precisa saber que nossa pele é constituída por 5 camadas: 

1) Camada basal: a mais interna. Nela, são formados os queratinócitos, células da superfície da pele.

2) Camada espinhosa: local onde os queratinócitos produzem queratina (fibras de proteína), até ficarem mais espessas.

3) Camada granular: onde, de fato, tem início o processo de queratinização. Nela, as células produzem grânulos que se transformarão em queratina e lipídios epidérmicos, inclusive as ceramidas.

4) Camada lúcida: aqui, as células já estão bem compridas e iguais umas às outras.

5) Camada córnea: a camada mais externa da pele. Na camada córnea, há várias sublimadas de células mortas. Suas células se ligam através dos lipídios epidérmicos, as ceramidas, o que confere à ela a função de Barreira Cutânea da Pele. 

Como a barreira cutânea funciona?

Como o próprio nome já sugere, ela é uma barreira na pele que a defende das agressões de fatores externos. Ela retém substâncias nocivas e, dessa forma, impede possíveis infecções e irritações.

Além disso, a barreira cutânea também determina o pH da pele, que controla as condições ideais para que as bactérias consigam viver na superfície da pele e a proteja de microorganismos. Por isso é tão importante que ela seja preservada! 

É simples: se a pele não tem água, ela desidrata. Ao perder hidratação, a barreira se fragiliza. Por consequência, a pele perde elasticidade e passa a ter rachaduras e linhas, comuns às peles secas. 

E como saber se está tudo certo com a barreira cutânea da minha pele?

Atenção a coceira, vermelhidão e sensibilidade! Esses fatores são alguns indicadores que podem significar fragilidade na barreira cutânea. 

O que pode danificá-la?

Produtos com álcool em sua formulação - como sabonetes bactericidas, produtos de limpeza e até mesmo álcool em gel - ; esponjas de banho e água quente são alguns fatores que podem ser prejudiciais à barreira cutânea. Isso ocorre porque os fatores mencionados irritam a pele e removem os lipídios da barreira cutânea, o que promove enfraquecimento e desidratação. 

E como faço para recuperar a barreira cutânea e deixá-la saudável?

  • Muita hidratação! Uma boa rotina de cuidados com a pele é essencial para preservar a barreira. Desde a limpeza até a finalização do seu skincare, é necessário escolher produtos específicos para o seu tipo de pele e que não irão agredí-la. Dica: evite cosméticos que contenham álcool como um dos principais ingredientes da formulação, com exceção do álcool em gel que está sendo nosso aliado nesse momento de pandemia. Porém ao utilizar o álcool em gel, não esqueça do cuidado redobrado com a hidratação para compensar
  • Investir no uso de protetor solar: a exposição aos raios UV também agride a barreira cutânea da pele, então o uso diário de filtro solar é essencial. 
  • Banhos mornos: não consegue tomar banho de água fria? Não tem problema! Apenas reduza para um banho morno ao invés do quente que sua pele já vai sentir a diferença. 
  • Ainda falando de banhos, evite o uso de esponjas e esfoliantes muito agressivos, uma vez que ambos podem machucar e remover lipídios da barreira. 

Gostou das dicas? Tem alguma pergunta? Fala pra gente nos comentários!


Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados

Pesquise no nosso site

Carrinho

Seu carrinho está vazio no momento.