Simple Guests: Simple + Pantynova | Simple Organic Pular conteudo

Simple Guests: Simple + Pantynova

Um texto por Pantynova

Autocuidado é a palavra do momento, embora ainda exista uma certa dúvida em o que exatamente ela quer dizer realmente, mas como o próprio nome já diz, se refere ao cuidado individual que devemos ter com nós mesmos, aquele conjunto de ações que uma outra pessoa não pode fazer por nós e que depende do nosso autoconhecimento e vai refletir diretamente na nossa autoestima, saúde e bem-estar.

Bem-estar já é uma expressão mais conhecida e com certeza você leitor tem uma série de ações para promover seu bem-estar físico, mental e emocional: come direitinho, pedala, mantém sua rotina de skincare..., Mas e seu bem estar sexual? O que você tem feito por ele?

Surprese com esse raciocínio? Amade, assim como você nutre sua pele e seu cabelo é preciso nutrir a sua sexualidade. Não sabe bem o que isso quer dizer? Sem problemas, vem comigo e pergunte-me como.

Bem-estar sexual? Já quero!

De modo geral, podemos dizer que bem-estar sexual é fazer escolhas que priorizem o seu desejo, as suas vontades e também as suas necessidades. Uma busca ativa por escolhas conscientes, que promovam a sua própria sexualidade diante da sua realidade individual, e que acabem por contribuir para o seu bem-estar de maneira geral.

Porque sim, amade leitore, bem-estar sexual é individual e se você tem dúvidas sobre o que seria o seu bem-estar sexual, bom, isso só você pode responder, mas vamos te dar dicas de como criar a sua própria definição e de como chegar lá. Chegar às definições, no caso... 

Para definir criar a sua própria definição, esses quatro pilares podem ser muito úteis e combinados, podem ajudar a criar uma sensação geral de bem-estar sexual:

  • Saúde sexual – podemos incluir aqui o controle de natalidade, que tanto contribuiu para a jornada do prazer sexual feminino, uma vez que nos deu a possibilidade de escolher quando e se queremos engravidar. Mas não é apenas sobre isso, inclua aqui prevenção e tratamento de IST’s e a prevenção da violência sexual.
  • Prazer sexual – consentimento, privacidade, segurança e comunicação podem ser incluídas aqui, assim como liberdade de expressão, igualdade, equidade e integridade corporal. Aqui devemos levar em consideração sexo e gênero e a maneira como a sociedade nos enxerga. E é um exercício diário porque a maioria de nós foi educada em uma sociedade que nos ensinou a não ter desejos sexuais e se os tivessem, nunca falar sobre eles.
  • Justiça sexual – aqui vamos colocar coisas como nosso acesso a serviços públicos de saúde, e o que o sistema nos oferece em questões culturais e legais sobre o nosso gênero e a nossa sexualidade.
  • Bem-estar sexual – estamos confortáveis e à vontade com a nossa sexualidade? Com nossas experiências? É trabalhar a autoestima sexual para encará-la de maneira positiva. Afinal, o orgasmo traz uma série de benefícios físicos, além dos emocionais.

Agora, chegou a hora de você se perguntar como está a sua realização pessoal quanto a isso. Dentro dessas necessidades básicas, tá tudo bem ou está precisando trabalhar mais alguma delas?

Nem sempre nossas necessidades são tangíveis, algo que se possa mensurar e bum! Ir lá resolver. Mas todo processo começa com a tomada de consciência: O que eu posso fazer por mim hoje?

Mesmo ao cuidar do nosso bem-estar físico, mental e emocional, acabamos negligenciando nosso bem-estar sexual e isso não pode acontecer, porque uma sexualidade vibrante vai diretamente ao encontro da promoção de tuuuudo mais que a gente precisa em relação ao bem-estar físico, mental e emocional.

Isso porque assim como um cronograma capilar deixa seu cabelo mais bonito e com vida e uma dieta equilibrada te deixa mais saudável, ocorre o mesmo com a nutrição da sua sexualidade, já que o autoconhecimento proporciona as ferramentas para dar prazer a pessoa mais importante da sua vida: VOCÊ.

E um orgasmo por dia, amigue... vai mudar sua disposição e eu não tô nem brincando:

O orgasmo ajuda na elasticidade da pele e na produção de colágeno, não é à toa que conhecemos a expressão: “tá com a pele boa! ”. A ocitocina que é um hormônio liberado durante o orgasmo, literalmente te deixa mais feliz e altos níveis dela junto com a endorfina, ajuda aliviar dores. Xô dor de cabeça.

Tá achando pouco? Então fique sabendo que o orgasmo melhora o sistema imunológico. Como? Através da liberação do hormônio desidroepiandrosterona (DHEA) promovendo a saúde dos ossos e auxiliando na reparação dos tecidos.

É sobre isso

E aí, foi bom para você? Bem-estar sexual vai muito além do que inicialmente a gente possa imaginar. Inclui toda uma questão de autoconhecimento e, se necessário, um resgate da potência orgástica do seu próprio ser. No seu tempo, no seu ritmo, respeitando seus limites.

É toda uma jornada e cada passo que você dá em direção ao seu modo ativo de encarar e projetar sua sexualidade, te leva mais perto da promoção do seu bem-estar sexual. É sobre a desconstrução de tabus e sobre vivenciar seu desejo de forma livre, saudável e sem culpa.

Sexualidade positiva e bem-estar sexual é sobre consentimento, segurança, conforto e prazer. Ah... muito prazer.

E para você que busca todo esse prazer, vem conhecer os vibramores da pantynova no Simple Guests!

---

Confira o episódio do nosso podcast, The Simple Talks, com a Pantynova clicando aqui! Já disponível em todas as plataformas. 

Deixe um comentário

CATEGORIAS